Resposta a uma boa ministra

Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

Postagem: "O Brasil não se ajeita porque o brasileiro sempre achou que toga, farda, paletó, hábito e batina são sinônimos de integridade." Questionamento: Mas o que aconteceu com você, Júlio? Não generaliza." Resposta: Querida Renildes, continuo praticando as coisas que rezo todos os dias; exercitando os salmos que canto todos os dias; procurando compreender o Evangelho que leio todos os dias; fazendo de tudo pra viver nossas liturgias. Aquelas mesmas que muitas vezes trabalhei com vocês: a missa, o ofício divino das comunidades, a liturgia das horas, a leitura orante. E esse tal Jesus de Nazaré tá me pedindo cada coisa! Tô levando cacetadas Dele a cada versículo no qual ouso passar meus olhos. Descobri que até o assassinaram, depois de um julgamento de cartas marcadas. Ops, coincidência com nossos dias!? Mas espera aí. Impressão minha ou vocês pararam de rezar essas coisas? E se ainda rezam, vocês estão compreendendo o que fazem? Confesso que estou assustado com teus posicionamentos. Achei que o novo bispo de Cruz Alta fosse mais desafiador para a opção preferencial pelos mais pobres. Achei que Francisco estivesse nos deixando de cabelo em pé, semanalmente, para que a nossa igreja volte a ser verdadeiramente o que Jesus deixou muito claro que queria que fosse, no seu Evangelho. O que aconteceu comigo, querida Renildes? Acho que ando me convertendo, a cada dia, para as coisas que sempre acreditei. Porque, entre acreditar e viver o que acreditamos, há um abismo que, há tempos, estou atravessando. Eu pensei que você fizesse o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...