Preparo da oração pela paz

Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

Indiscutivelmente, a oração pessoal precisa preparo. Tomando isto por princípio, não será exagero afirmar que toda oração comunitária necessitará o triplo de preparação, pois este é um trabalho mistagógico a ser realizado com o máximo cuidado para que seja, verdadeiramente, a abertura, o encontro e o cultivo de uma relação onde proclamamos que o Senhor é o nosso Deus e onde ele confirma que nós somos o seu povo. Isto não significa engessar a liturgia, tampouco achar que tudo nela é possível fazer. Na perspectiva da oração pela paz, assim como para todas as demais celebrações, certas orientações e preparos anteriores são essenciais para auxiliar ministros e comunidades a celebrar corporal e espiritualmente, renovando seu compromisso com as causas do pacifismo mundial.

1. Definir os ministérios: quem irá preparar o ambiente, providenciar o material, acolher as pessoas, acender as velas, ligar as luzes, cuidar o incensório, entoar os cantos, tocar os instrumentos, proclamar as leituras, proferir as preces, carregar a cruz, distribuir os alimentos, ser a porta-bandeira. 

2. Coordenar ou presidir as orações e celebrações não é fazer um amontoado de coisas. Isso exige tranquilidade e noção do que se está fazendo, pois quem preside representa o próprio Cristo que acolhe a assembleia de corpo inteiro. Quem preside faz-se ponte entre Deus e os irmãos e vise versa.

3. Preparar um ambiente bonito, aconchegante, sóbrio, sem exageros, de acordo com o que será celebrado, onde as pessoas, preferencialmente em círculo, possam olhar-se, criando comunidade que se queira bem, que se sintam companheiros e aproveitem o prazer singelo e sincero de estarem aí. 

4. Usar materiais, objetos e elementos verdadeiros, coerentes e consistentes, que contemplem todos os sentidos e não supervalorizem a dimensão intelectual. Evitar ao máximo as coisas de plástico e também aquelas mal feitas, pois a realidade simbólica, tanto quanto as palavras, conduz ao mistério.

5. Preparar e sintonizar os ministros, do coordenador da celebração à pessoa que colocará o pano na cruz. Ensaiar com os ministros ou leitores a proclamação dos textos sagrados. O corpo de cada um deve revelar um Deus acolhedor, carinhoso, cuidadoso e que tão simplesmente quer o nosso bem.

6. Ensaiar, com o máximo de antecedência, a equipe do canto e afinar os instrumentos para não tumultuar o início das celebrações, garantindo beleza, unção e plena participação da comunidade, pois essa equipe é um elo importante entre a comunidade que se reúne e o Senhor, o nosso Deus.

7. Providenciar uma ficha apenas com os salmos, hinos e refrões e, se necessário, ensaiá-los com toda a assembleia antes do início das celebrações. Dispensa-se comentários e também aqueles folhetos com leituras para que todos possam participar de corpo inteiro, sem perder-se nos livros e papeis.

8. Proporcionar um clima harmonioso para que as pessoas se sintam convidadas ao recolhimento e à oração. E, da mesma forma, ajudá-las a preparar o corpo antes de iniciar os ofícios garantirá sintonia e atitude de oração. Para isso, uma música instrumental ou refrão meditativo poderá auxiliar.

9. Fazer um breve relaxamento, tal como sentir os pés no chão, ajeitar a coluna e os ombros, colocar a palma das mãos para cima, fechar os olhos, inspirar profundamente, expirar pela boca, aguçar o ouvido, sentir o pulsar do coração e o calor de quem está perto e cantar com ternura o refrão.

10. Providenciar algum alimento, comida e bebida, para ser partilhado durante ou no final das celebrações. De modo especial, não esquecer das crianças que não fizeram a primeira eucaristia, oferecendo-lhes algum biscoito. Isso contribuirá para a consolidação dos laços de fraternidade.

Confira
GUIMARÃES, Marcelo; LIMA, Julio Cesar De. Celebrações e orações pela paz. São Paulo: Paulinas, 2005. Coleção Liturgia no Caminho. Série Celebrações Populares. 127 p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...