Carta 20 - Por uma paz sustentável

D. Irineu Guimarães, OSB
Tournay, 15/08/12

A vocês todos
EM BUSCA DA PAZ,

Paz!

No próximo dia 21 de setembro, o mundo todo celebrará o “Dia Mundial da Paz”, instituído pela ONU desde 1982 e celebrado nesta data desde 2002. O tema proposto para este ano é “Uma paz sustentável para um futuro sustentável”, numa linha de continuidade com a Conferência Rio+20, realizada no mês de junho deste ano, cujo tema “O futuro que desejamos” refletiu e avaliou caminhos do desenvolvimento sustentável para o planeta. Esta temática do “Dia Mundial da Paz” nos permite refletir dois aspectos importantes da construção da paz.

O primeiro é este de uma paz sustentável. A paz que queremos não pode ser apenas o intervalo entre duas guerras, uma paz de verniz: ela precisa e deve ser uma paz estável, capaz de se estabelecer em meio a todas as tensões da sociedade internacional. O futuro não necessita ser de medo, de miséria ou destruição! Nós temos hoje uma série de instrumentos que nos permitem reorganizá-lo de outra forma. Segundo o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que propôs este tema, “é impossível pensar em construir um futuro sustentável se não houver uma paz sustentável. Os conflitos armados atacam os pilares mesmos do desenvolvimento sustentável, privando as pessoas da oportunidade de se desenvolver, de criar oportunidades de trabalho, de salvaguardar o ambiente, de combater a pobreza, de reduzir o risco de desastres, de avançar na igualdade social e de assegurar que todo o mundo tenha o suficiente para comer”. A prevenção, resolução e reconciliação dos conflitos armados não é apenas um problema político ou da diplomacia internacional, mas uma questão que diz respeito a cada ser humano, a questão mais democrática possível, já que diz respeito à existência e à segurança da humanidade.

O segundo aspecto é o da importância da gestão dos recursos naturais na construção desta paz sustentável.. Nós sabemos que a causa profunda de muitos conflitos está relacionada diretamente com a posse de valiosos recursos naturais, como petróleo, água, diamantes, ouro ou madeira. A forma pela qual estes recursos são geridos é crucial para manter a segurança e a paz da humanidade. Sem uma gestão responsável destes recursos, a vida não será possível para grande parte da humanidade. Trata-se de lutar para que os recursos naturais sejam protegidos e estimados em lugar de serem usados para financiar guerras, para que as crianças possam ser educadas na escola e não ser recrutadas em exércitos, para que as desigualdades econômicas e sociais sejam resolvidas por diálogo em vez de violência.

Os dois aspectos estão profundamente relacionados. Não podemos conceber um futuro sustentável se ele não for acompanhado de uma paz sustentável. Da mesma forma, uma paz sustentável deve ser construída com um desenvolvimento sustentável. O Dia Mundial da Paz constitui uma valiosa oportunidade a todos nós, cidadãos do mundo inteiro, para refletir sobre a maneira pela qual nós podemos contribuir para garantir que os recursos naturais sejam geridos de maneira sustentável, reduzindo assim as possibilidades de conflitos e abrindo o caminho para um futuro sustentável.

Para que isto se concretize, rezemos assim:

Ó Deus
de ternura,
tu queres estabelecer
com a humanidade inteira
uma aliança de paz.
Tu nos confiaste a criação
e colocaste em nossas mãos
a responsabilidade de conduzi-la
a seu pleno desenvolvimento.
Dá-nos, pois, teu Santo Espírito
para que possamos aprender
a cuidar dos bens da tua criação,
de maneira que eles sejam fonte de paz
e garantia de um futuro de vida para todos.
Dá-nos a graça de sermos artesão
de uma paz sustentável para que gozemos todos
de um futuro sustentável!
Por Cristo, teu Filho e nosso Senhor!


Com amizade,

D. Irineu Rezende Guimarães, OSB
monge beneditino, prior da Abadia Nossa Senhora, Turnay, França

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...