Radicais, prefixos e sufixos gregos

Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

A formação de determinada língua dá-se histórica e dinamicamente. Com o passar do tempo inúmeras influências agregam-se a mesma, ocasionando sutis ou profundas transformações. A língua portuguesa, por exemplo, tal qual a francesa, a espanhola, a italiana, a romena e seus respectivos dialetos, teve sua origem na língua latina que, por sua vez, foi substancialmente influenciada pela língua grega. No Brasil, as línguas indígenas e, posteriormente, algumas africanas também contribuíram enormemente para a formação do nosso vocabulário. Logo, para uma melhor compreensão das palavras que usamos diariamente, faz-se necessário buscarmos suas origens e evolução, isto é, sua etimologia. Para contribuir nesse sentido, segue abaixo alguns radicais gregos e latinos, bem como alguns prefixos e sufixos, obviamente a título de introdução. Um dado interessante é que, ao sabermos certo prefixo, por exemplo, compreenderemos o significado, ao menos parcial, de inúmeras outras palavras. Minha experiência é que a descoberta da origem das palavras pode transformar-se num belo jogo onde o encaixe de cada peça faz-nos ver a alma por detrás de tantas letras aparentemente vazias.

A
a, an = negação, privação (: ateu, acéfalo, afônico, anarquia, anônimo);
acr, acro = extremidade, ponta, alto, elevado (acrobata, acrópole, acrofobia, acróstico);
aer, aero  = ar (aeródromo, aeronave, aeronauta, aeróstato);
agogia, agogo = condução (pedagogia, demagogo);
agro = campo (agronomia, agrônomo, agromania, agrologia);
al, alo = outro, diverso (alopatia, alomorfia);
algia = dor, sofrimento (cefalalgia, analgésico, nevralgia);
aná = inversão, mudança, repetição (: anagrama, anáfora, análise, analogia);
and, andro = homem, macho (andrógino, androfobia);
anemo = vento (anemógrafo, anemômetro);
anfi = em torno, duplicidade,  (: anfiteatro, anfíbio);
angel, angelo = mensageiro, anjo (angelólatra, angelologia);
ant, anto = flor (antologia, antografia, antoide, antomania);
anti = oposição, contrariedade (: antipatia, antiaéreo, anticlerical, antagonista);
antropo = humano (antropocentrismo, antropofagia, filantropo, antropófago);
apó = afastamento, separação (: apogeu, apócrifo, apocalipse, apóstolo, apoteose);
arca, arquia = poder, chefia, comando (monarca, autarquia);
arcai, arqueo = antigo, velho (arcaísmo, arqueologia);
aritm, aritmo = número (aritmética, aritmologia, aritmomancia)
aristo = ótimo, o melhor (aristocracia, aristocrata);
aritmo = número (aritmética, aritmologia);
arque = primeiro, origem (arquétipo, arquegônio);
arqueo = antigo (arqueografia, arqueologia, arqueozoico);
arqui, arc, arce, arci = procedência, superioridade (arquipélago, arcanjo, arcebispo);
arquia = governo (: monarquia, anarquia);
asteno, astenia = fraqueza, debilidade (astenopia, neurastenia);
aster, astro = corpo celeste (astronomia, astrodinâmica, asteroide, astrólogo);
atmo = gás, vapor (atmosfera, atmômetro);
auto = de si mesmo (autobiografia, autonomia, autocracia, autógrafo, autômato);

B
bari, baro = pressão, peso (barômetro, barítono, barisfera);
bata = o que anda (acrobata, nefelibata );
biblio = livro (biblioteca, bibliotecário, bibliolatria, bibliografia, bibliófilo);
bio = vida (biologia, biografia, macróbio, anfíbio);

C
caco = feio, mau (cacofonia, cacografia, cacoépia);
cali = belo (caligrafia, califasia, calidoscópio);
catá = de cima para baixo, posição superior (: catástrofe, catapulta, catálogo, catacrese);
cardi, cardio = coração (cardíaco, cardiograma, cardiologia, cardiovascular);
cefalo = cabeça (acefalia, cefaléia);
ciclo = círculo (ciclometria, bicicleta, triciclo, hemiciclo);
cin, cine, cines = movimento (cinestesia, cinemática, cinética, cinema);
cito = célula (citologia, citoplasma);
clasto = quebrado (iconoclasta, clástico);
core, coreo = dança (coreografia, coreógrafo);
cosmo = mundo, universo (cosmovisão, microcosmo, cosmógrafo, cosmologia);
cracia = força, poder, autoridade (gerontocracia, tecnocracia, teocracia);
cript, cripto = escondido (criptônimo, criptograma);
cris, criso = ouro (crisálida, crisântemo, crisóstomo);
crom, cromo = cor (cromossomo, cromogravura, cromoterapia, cromógeno);
crono = tempo (cronologia, cronômetro, cronograma);

D
datilo = dedo (datilografia, datiloscopia, pterodátilo);
deca = dez (decâmetro, decálogo, decalitro);
demo = povo (democracia, demográfico, demagogia);
dendro = árvore (dendrítico, dendrologia);
derma, derme = pele (dermatologista, dermite, epiderme, endoderme);
di = dois (dissílabo, ditongo, dipétalo);
diá = através de, afastamento (: diagonal, diâmetro, diagnóstico, diocese, diurético, diabólico);
dinamo = força, potência (dinamite, dinamismo, dinamômetro);
dis = dificuldade, falta, privação (: dispneia, disenteria, dissimetria);
doxa, doxo = crença, opinião, doutrina (ortodoxo, heterodoxo, paradoxo);
doca = doze (dodecassílabo)
dromo = corrida (autódromo, hipódromo, velódromo);

E
eco = casa, domicílio, habitat (ecologia, economia, ecossistema);
edro = base, face (poliedro, pentaedro);
eido, oide = forma, semelhança (caleidoscópio, asteroidearacnoide);
eletro = âmbar, eletricidade (eletrodoméstico, eletroscopia, eletrômetro);
en, em, e = posição interna (: encéfalo, energia, embrião, entusiasmo, emplasto, elipse);
endo, end = para dentro, posição interior  (: endotérmico, endoscopia, endosmose);
enea = nove (eneassílabo, eneágono)
enter, entero = intestino (enterite, enterogastrite);
ep, epi, ef = em cima de, posição superior, movimento para (: epílogo, epitáfio, epístola, efêmero);
ergo = trabalho (ergofobia, ergógrafo, ergometria, ergonomia);
esperma, espermato = semente (espermatologia, espermatozoide);
estere, estereo = sólido, fixo (estereótipo, estereografia);
estomat, estomato = boca, orifício (estomatite, estomatoscópio);
etio, etimo = origem (etiologia, etimologia);
etno = raça, nação (etnia, etnocentrismo, etnografia, etnologia);
etimo = vocábulo que é origem de outro (etimologia);
eu, ev = bom, bem, perfeição, bondade, excelência (: eucaristia, eufonia, euforia, evangelho);
ex, exo, ec, e = fora, fora de, para fora (: êxodo, exorcismo, eclipse, eclético, eclesial, ejetar);
F
fago, fagia = comer (antropófago, necrófago, aerofagia);
farmaco = medicamento (farmacologia, farmacopeia)
filo, filia = amizade, amante (filósofo, filantropo, filólogo, lusofilia);
fisio = natureza (fisiologia, fisionomia, fisioterapia);
fobo, fobia = aversão, inimizade (claustrofobia, xenofobia, fotofobia);
fono = som, voz (fonógrafo, fonoteca, eufonia, fonologia);
foro = portador (fósforo, semáforo, Cristóforo)
fos, foto = luz (fosfeno, fotografia, fotofobia);

G
gamo = casamento (gamomania, monogamia, polígamo);
gastr, gastro = estômago (gastronomia, gástrico, gastrite);
gen, geno = origem, que origina (gênese, genética, genótipo, hidrogênio);
geo = terra (geografia, geoide, geologia, geocêntrico);
ger, gero = idoso, velho (geriatria, gerontocracia);
gine, gineco = mulher (andrógino, ginecocracia, ginecologista);
glota, glossa = língua (poliglota, glossário. isoglossa);
gono, gonio = ângulo (polígono, goniômetro);
grafia, grafo = escrita, descrição (ortografia, caligrafia, geografia, calígrafo);
grama = escrito, peso (telegrama, gramática, quilograma);

H
hecto, hecato = cem (hectograma, hectômetro, hectoedro, hecatombe);
helio = sol (heliocentrismo, heliografia, helioscópio);
hemi = metade, meio (: hemisfério, hemistíquio);
hemo, hemato = sangue (hemorragia, hemograma, hemoglobina, hematócrito);
hendeca = onze (hendecassílabo, hendecaedro);
hepato = fígado (hepatite, hepático);
hepta = sete (heptagrama, heptassílabo, heptágono);
hetero = outro, diferente (heterossexual, heterogêneo, heteronomia);
hexa = seis (hexágono, hexacampeão, hexâmetro)
hidro = água (hidrografia, hidrófilo, hidrogênio);
hier, hiero = sagrado (hieróglifo, hierosolimita);
higro = umidade (higrômetro, higrófilo);
hiper = posição superior, excesso (: hipérbole, hipertrofia, hipertensão);
hipno = sono (hipnose, hipnotismo);
hipo = posição inferior, escassez (: hipotenusa, hipótese, hipocrisia);
hipo, hipe = cavalo (hipódromo, hipopótamo, Filipe);
homo, homeo = igual, semelhante, mesma natureza (homeopatia, homossexual, homogêneo);

I
icon, icono = imagem (iconoclasta, iconografia, iconolatria);
icos = vinte (icosaedro, icoságono);
ictio = peixe (ictiofagia, ictiologia);
iso = igual (isóbaro, isócrono, isósceles);
iatra = médico (pediatra, psiquiatra)

L
laós = povo ((litur
latra, latria = culto (idolatria, alcoólatra);
lito = pedra (litografia, aerólito, litogravura, monólito, litosfera);
logia, logo = discurso, estudo, ciência, que trata, fala (astrologia, biólogo);

M
macro = grande (macrocosmo, macrobiótica, macrocéfalo);
mancia = adivinhação (quiromancia, cartomancia, necromancia);
mani, mania = loucura, tendência (manicômio, cleptomania, piromaníaco);
maquia = combate (tauromaquia, logomaquia);
mega, megalo = grande (megalomaníaco, megalocefalia, megatério);
melo = canto (melodia, melopeia, melodrama);
meso = meio (mesopotâmia, mesóclise);
met, meta = participação, intermediação, sucessão (:metafísico, metamorfose, método);
metro, metria = medida (barômetro, termômetro, biometria);
micro = pequeno (microcosmo, microfone, micróbio, microscópio);
miria = dez mil, inumerável (miriâmetro, miríade, miriápode);
miso = ódio (misantropo, misógino, misossofia);
mito = fábula (mitologia, mitomania);
mnemo = memória (amnésia, mnemônico);
mon, mono = único, sozinho (monarquia, monóxido, monoteísmo, monogamia);
morfo = forma (zoomórfico, amorfo, morfologia, antropomórfico);

N
necro = morte, cadáver (necrotério, necrofilia, necrópole);
neo = novo, moderno (neologismo, neolatino);
neuro, nevr = nervo (neurite, nevralgia, neurologia);
nomo, nomia que regula, regra, lei (nomologia, agrônomo, autônomo);
nefelo = nuvem (nefelibata, nefelina);

O
octo = oito (octogonal, octagésimo, octaedro);
odonto = dente (odontologia, odontalgia);
ofi, ofio = cobra, serpente (ofiologia, ofiomancia, antiofídico);
oftalmo = olho (oftalmologista, oftalmia, oftalmoscópio);
oligo = pouco (oligarquia, oligopólio);
onir, oniro = sonho (onírico, oniromancia);
onomato, onimo = nome (onomatologia, onomatopeia, anônimo, sinônimo)
orama = espetáculo (panorama, cosmorama);
ornit, ornito = ave (ornitologia, ornitofilia);
oro = montanha (orogenia, orografia);
orto = reto, correto, justo (ortônimo, ortografia, ortodoxo);
oste, osteo = osso (osteoporose, osteodermo);
oxi =  ácido, agudo, penetrante (oxítona, oxígono, oxidação, oxidação);

P
paleo = antigo, pré-histórico (paleografia, paleolítico, paleontologia);
pan =  todos, tudo (panteão, panteísmo,  pan-americano, pangeiapantocrata);
para, par = ao lado, proximidade, comparação, (: paradigma, paradoxo, paródia, paralelo);
pato = doença, sofrimento, sentimento (patologia, patogenia, patético, simpático);
pedi, pedo = criança (pediatria, pedagogo, pedologia);
peia = ato de fazer (melopeia, onomatopeia);
penta = cinco (pentágono, pentagrama, pentatlo);
peia = fazer, criar (onomatopeia, melopeia)
peri = em torno de, ao redor de (: perímetro, perífrase, peripécia, período, periscópio);
piro = fogo (pirotecnia, pirosfera, piromania, pirólise);
pluto = riqueza (plutomania, plutocracia);
pleos = cheio, muito, abundante, mais que suficiente (pleonasmo);
pole, polis = cidade (metrópole, acrópole, Florianópolis, Petrópolis);
poli = muito (poligamia, polígono, politeísmo, polígrafo, poliglota);
potamo = rio (mesopotâmia, hipopótamo, potamografia, potamologia);
pneumato = ar, gás, espírito (pneumatologia, pneumatólise);
pneum(o) = pulmão (pneumonia, pneumotórax);
pró = posição em frente, anterioridade (: problema, prólogo, prognóstico, programa);
prós = soma, adição (: prosélito, prosódia);
proto = primeiro (protozoário, protótipo);
pseudo = falso (pseudônimo, pseudópode);
psico = alma, espírito (psicologia, psiquiatria);
ptero = asa (helicóptero, pterossauro)

Q
quilo = mil (quilograma, quilômetro)
quiro = mão (quiromancia, quiropraxia, quiróptero);

R
rino = nariz (rinite, rinoceronte, rinoplastia);
rizo = raiz (rizotônico, rizófago, rizófilo);

S
scopio, scopia = o que faz ver, ato de ver (telescópio, microscopia);
sema, semio = sinal (semáforo, semiótica);
sin, sim, si = igual, ação conjunta, simultaneidade (sincronia, sinfonia, simbolo, sílaba);
sider, sidero = ferro, aço (siderurgia, siderografia, siderólito);
sismo = abalo, tremor (sísmico, sismógrafo, sismologia);
sofia, sofo = sabedoria, sábio (filosofia, sofomaníaco, teosofia);
soma, somo, somato = corpo, matéria (cromossomo, somatologia);
stico = linha, verso (dístico, hemistíquio);

T
tanato = morte (eutanásia, tanatofobia);
taqui = rápido (taquicardia, taquigrafia);
tax, taxi, taxio = ordem, arranjo (taxiologia, taxiodermia);
teca = onde se guarda (fonoteca, filmoteca, discoteca, biblioteca);
tecno = arte, ofício,indústria (tecnologia, tecnocracia, tecnografia);
tele = longe, distância (telefone, telescópio, telégrafo, telepatia);
teo = deus, divindade (teocentrismo, teocracia, teólogo, teófilo);
term, termo = calor, temperatura (termômetro, térmico, termostato, isotérmico);
terapia = cura (fisioterapia, quimioterapia, hidroterapia);
tetra = quatro (tetrarquia, tetracampeão, tetraedro);
tipo = figura, marca (tipografia, tipógrafo, tipologia);
tomia = corte, divisão (dicotomia, vasectomia, neurotomia);
tono = tensão, tom (monotonia, barítono);
topo = lugar, localidade (topografia, topônimo, toponímia);
tri = três (trigonometria, trigêmeo, trilogia, trissílabo);
trof, trofia = nutrição (atrofia, hipertrofia);

U
urgia = trabalho, ofício (liturgia, cirurgia);

X
xeno = estranho, estrangeiro (xenofobia, xenofilia, xenomania);
xer, xero = seco, secura (xerófilo, xerografia);
xilo = madeira (xilogravura, xilófago);

Z
zoo = animal (zoologia, zoomorfo, zoógrafo).


Referências:
CUNHA. Antônio Geraldo da. Dicionário etimológico da língua portuguesa. 4. Ed. Revista pela nova ortografia. Rio de Janeiro: Lexikon, 2010.
NETO, Pasquale Cipro; INFANTE. Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 2008.
SCHALKWIJK. Francisco Leonardo. Coinê: pequena gramática do grego neotestamentário. Patrocínio: Ceibel, 1998.
PCI CONCURSOS. Principais prefixos gregos e latinos. Pág. visitada em 22.08.2012.
SÓ PORTUGUÊS. Morfologia. Pág. visitada em 22.08.2012.
BRASIL ESCOLA. Radicais e prefixos latinos. Pág. visitada em 22.08.2012.

2 comentários:

  1. Oi professor, achei um site com alguns radicais gregos e latinos,então pensei que poderia gostar:
    http://www.pciconcursos.com.br/aulas/portugues/principais-radicais-gregos-e-latinos

    ResponderExcluir
  2. Oi professor, Muito bom o teu blog, muito interessante, bom trabalho!

    ResponderExcluir

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...