Abraão, o pai de muitos


Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

Abrão é considerado o patriarca do Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, Bahaísmo. Ele nasceu em Ur, atual Iraque, entre 1800 e 2000 a.C. Seu nome significa “pai” ou “líder” de muitos. É filho de Terá. Seus conterrâneos e familiares eram politeístas, isto é, cultuavam várias divindades. Ao mudar-se para Haran, começou a sentir-se inquieto. Um Deus passou a procurá-lo insistentemente. Ele foi deixando-se envolver. Foi, então, que esse Deus mandou que Abrão deixasse sua terra e seus parentes, tomasse sua esposa Saraí e fosse para uma terra chamada Canaã. Contudo, eles não tinham filhos e Sarai já havia passado da idade de engravidar. Ela, então, insistiu que Abraão tomasse sua criada Hagar como concubina. E Hagar deu à luz Ismael. Pouco depois, Deus disse a Abrão que Saraí engravidaria e ordenou que ambos mudassem seus nomes para Abraão e Sara. Obedientes, assim o fizeram. E Sara deu à luz Isaac. Porém, ela não conseguiu mais conviver com Ismael e Hagar. Então, convenceu Abraão a expulsá-los. Para que demonstrasse sua completa fidelidade, Deus ordenou que Abraão sacrificasse seu filho. Ele entristeceu-se. Contudo, decidiu obedecer novamente à ordem de seu Deus. Assim, levou-o para o alto de uma montanha. Prestes a matá-lo, um anjo interveio e ordenou que Abraão sacrificasse um carneiro em lugar do filho. E, assim, Abraão foi adquirindo sabedoria através da obediência à vontade de Deus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...