Lao Tse, o velho mestre

Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

Er Li é seu nome. Considerado o mestre fundador do Taoismo, teria vivido na China entre 1408 e 1324 a.C.. Trabalhou durante certo tempo como historiador e como responsável pelos arquivos oficiais de alguns imperadores chineses. Desgostoso com as intrigas e disputas da vida na corte, eis que partiu montado num búfalo. Atribui-se a ele o registro escrito de muitos ensinamentos, até então orais, dentre eles o Tao Te Ching, também chamado Livro do Caminho e da Virtude, uma das mais significativas contribuições filosóficas e religiosas da China. Para ele, a violência deve ser evitada sempre que possível e as vitórias militares são apenas uma ocasião para lamentar a necessidade de usar a força contra outros seres vivos. A coragem, a generosidade e a liderança são as três principais virtudes a serem aprendidas e praticadas. Para evitar a hipocrisia, aconselha a "agir sem agir", sendo espontâneo, de acordo com os próprios sentimentos, sem pensar na aprovação dos outros. Sendo conhecido por Lao Tse, um título de honra cujo significado é “filho velho” ou “velho mestre", Er Li é, por vezes, chamado sublime patriarca do caminho e reverenciado como ser divino em diversos templos e cerimônias. Entretanto, apesar de toda a literatura a seu respeito, estudiosos modernos consideram-no um personagem mítico, isto é, não teria vivido como ser humano, sendo uma metáfora sobre as origens do Taoismo e sua obra um conjunto de contribuições de muitos mestres taoistas.

2 comentários:

  1. adorei o teu blog,tem tudo o que preciso para os trabalhos das tuas aulas de educação religisa!

    ResponderExcluir
  2. Que ótimo, Pâmela! É essa mesmo a intenção. Um beijo e boas pesquisas. Julio Cesar, Prof.

    ResponderExcluir

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...