Allan Kardec

Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

Hippolyte Leon Denizard Rivail é o decodificador ou formulador do Espiritismo. Ele nasceu em Lyon, na França, em 1804 e desencarnou, segundo a doutrina espírita, em 1869. Tornou-se educador, sendo autor de várias obras didáticas as quais muito contribuíram para o progresso da educação na sociedade daquela época. Mais tarde, Hippolyte passa, então, a observar e pesquisar o fenômeno de determinadas mesas que giravam, saltavam e corriam. E graças a seu espírito científico de investigação o qual lhe era peculiar, não elabora qualquer teoria pré-concebida, mas insiste na descoberta das causas dos respetivos fenômenos. Convencido da existência de espíritos desencarnados e de sua comunicação com os seres humanos, grande transformação acontece em sua vida. Então, passa a considerar-se um espírito reencarnado, adota um nome druida já usado numa existência anterior, ou seja, Allan Kardec, o qual, a propósito, significa “alma elevada aos céus”. A partir daí, consagra sua existência a este propósito sob a assistência do que considerava Espíritos Superiores e estabelece as bases do que se conhece por Espiritismo, a partir de três aspectos, a saber: filosófico, científico e religioso. Escreveu o Pentateuco Kardequiano, obra que fundamenta sua doutrina. Com a máxima "fora da caridade não há salvação", ressaltou a tolerância, a liberdade de consciência e a benevolência mútua devido a igualdade entre os seres humanos perante Deus. Em seu túmulo, uma inscrição sintetiza a concepção evolucionista da doutrina espírita: "Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sem cessar, tal é a lei".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...