Quando o conflito é pedagógico

Por Julio Cesar De Lima
(Ir. Pascal, Obl. OSB)

Em sala de aula, foi mais um ano para rever e confirmar posicionamentos, fazer e refazer trabalhos, brigar e pedir desculpas, brincar e levar a sério, expressar e escutar sentimentos, procurando ser coerente com um Ensino que subsidia o questionamento sobre o sentido da vida. E, este poderá, sem dúvida alguma, ser um conflituoso processo. Contudo, também no Ensino Religioso deve-se considerar o conflito para transformar. Mas, por que algumas famílias, coordenações, direções e escolas não compreendem quando os educadores fazem exigências a seus educandos, no intuito de qualificar a educação? Discursa-se pela qualidade, mas não suportam a pressão, seja familiar, social ou comercial. Apesar disso, Alice escreveu-me:

Querido professor Julio Cesar, talvez seja um ato diferente de uma aluna de oitava série (ou devo dizer 'primeiro ano do ensino fundamental'?) escrever um e-mail inesperado para um professor de Educação Religiosa, que muitos nomeiam como a famosa ‘Religião’. Mas, tudo bem, cá estou eu. Apesar de ter sido um ano de muitas discussões, argumentos e opiniões diferentes, um ano de MUITO estresse, eu, particularmente, tenho apenas que dizer OBRIGADA PROFESSOR JULIO CESAR! A ideia de fazer os registros, no começo, para mim, não passava de um diário com os acontecimentos mal contados, sem verdades e nada a dizer. Ao passar do ano, graças a essa ideia, tive muitas oportunidades de descobrir, dentro de mim, outra pessoa. E hoje, a pessoa que me tornei, é graças à você, professor. Se não fossem os registros, eu não saberia como lidar com meus sentimentos, como expressá-los, como mostrá-los para pessoas que não me conheciam há tanto tempo. Aprendi a respeitar as idéias, os sentimentos e os argumentos das outras pessoas, aprendi a controlar os MEUS sentimentos e, melhor ainda, descobri sentimentos JAMAIS SENTIDOS ANTES POR MIM MESMA! Simplesmente, obrigada professor. É tudo o que tenho a dizer. Te desejo um ÓTIMO Ano Novo, que 2008 seja repleto de alegrias e felicidades! Da tua aluna, eternamente grata. Alice Pantaleoni.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE, DEIXANDO NOME E E.MAIL PARA CONTATO. OBRIGADO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...